OPERAÇÃO ANDRÔMEDA

0 54

A Secretaria de Segurança Pública através da Polícia Civil –DEPRE, com auxílio da Diretoria de Inteligência, desencadeou ao longo dos dias 11, 12, 13 e 14 de outubro/2017 a Operação Andrômeda visando desarticular grupo de pessoas voltadas para a venda de drogas sintéticas em festas raves. A ação coordenada pelo DPC Menandro Pedro, no âmbito de inquérito policial presidido pelo Delegado Tales Gomes, resultou na prisão de 08 pessoas em flagrante e detenção de dezenas pessoas por porte de drogas sintéticas.

A Operação foi desenvolvida pela DEPRE em parceria com a Polícia Rodoviária Federal que participou de todos os trabalhos, notadamente em abordagens feitas a pessoas que vieram do Pará e Maranhão trazendo drogas sintéticas que seriam vendidas no Festival Andrômeda de música eletrônica. A Operação resultou na prisão de 8 pessoas por tráfico de drogas:

– DOUGLAS DE FREITAS FERREIRA, ANDRPE FELIPE MOREIRA REIS, LINCOLN MARCELO MONTEIRO RIBEIRO (DJ), PEDRO HENRIQUE BATISTA SOARES (DJ), IURI LOBÃO DELGADO (DJ e ADVOGADO), SAMUEL NUNES DE SOUSA, RODRIGO BREUEL MACHADO (ORGANIZADOR DO FESTIVAL) E ALEX CARVALHO FEITOSA (ORGANIZADOR DO EVENTO E DA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO).

O Festival Andrômeda foi cancelado pela ação das forças policiais no dia 14/10/2017 em ação que contou com a participação de equipes da DEPRE, POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL e POLÍCIA MILITAR. A ação ocorreu no local do evento, localizado no Sítio Betel, Usina Santana, onde constatamos:

– centenas de jovens de todas as classes sociais, notadamente universitários, que fizeram uso de drogas durante o festival.

– a organização do evento fornecia quartos aos participantes do evento onde ficavam hospedados durante o festival;

– a droga era vendida livremente no festival;

– drogas de todos os tipos foram apreendidas no local, principalmente drogas sintéticas (LSD, LSD em gel, haxixe, Mdma, mdxx, ecstasy, N-BOMe, skank, cocaína, cristal);

– drogas foram apreendidas no quarto reservado à organização do evento, bem como na área restrita da praça de alimentação por isso os organizadores foram presos;

A operação só teve êxito devido ao empenho de todas as instituições policiais acima citadas que teve o apoio da Polícia Federal relativa às provas periciais que foram feitas no laboratório de tal instituição a quem nós somos muito gratos. A ação policial executada no local do evento foi mediante ordem judicial de busca e apreensão expedida pela central de inquérito na pessoa do Dr. Luiz Moura com parecer ministerial da lavra da Promotora Dra. Lucia Macedo.

Estaremos concedendo entrevistas aos canais de imprensa que tenham interesse em maiores informações na sede da Secretaria de Segurança às 7h de hoje (16/10/2017).

Por fim, agradecemos ao comando da Polícia Militar pelo apoio operacional à operação e à Superintendência de Polícia Rodoviária Federal no Piauí sem a qual esta operação não teria se iniciado.

Atenciosamente,

Secretário de Segurança – Fábio Abreu

Delegado Menandro Pedro – Coordenador DEPRE

Delegado Tales Gomes – Presidente da Investigação

Delegado Mateus Zanata

Delegado Hildson Rodrigues

Delegado Valter Cunha

Equipe de Investigação Depre

Equipe de Cartório Depre

Equipe de Plantão Depre.

Deixe uma resposta